Por que ervilhas verdes são saudáveis e Nutritivas

Por que ervilhas verdes são saudáveis e Nutritivas

As ervilhas verdes é um vegetal bastante popular. Elas também são bastante nutritivas e contêm uma boa quantidade de fibras e antioxidantes.

Além disso, a pesquisa mostra que elas podem ajudar a proteger contra algumas doenças crônicas, tais como doenças cardíacas e câncer.

Por outro lado, algumas pessoas afirmam que ervilhas verdes são prejudiciais e devem ser evitadas devido as anti-nutrientes que elas contêm, que podem causar inchaço.

Este artigo lança um olhar detalhado sobre as ervilhas verdes para determinar se elas são saudáveis, ou você deve limitá-las em sua dieta.

O que são ervilhas verdes?

Ervilhas verdes, ou “ervilhas de jardim”, são pequenas sementes, de formato esférico que vêm de casulos produzidos pela planta Pisum Sativum.

Botanicamente falando, os ervilhas verdes são parte da família das leguminosas, que consistem de plantas que produzem vagens com sementes dentro. O feijão comum, as Lentilhas,  o Amendoim e até o Grão de bico também são da mesma família de leguminosas.

No entanto, ervilhas verdes são comumente cozidas e vendidas como um vegetal, e este artigo irá se referir a eles como tal. Você pode encontrá-las em variedades de congeladas, frescas ou enlatadas.

Desde que ervilhas verdes, possuem grande quantidade de carboidratos mais complexos normalmente conhecidos como amidos, são consideradas um amido vegetal juntamente com as batatas, o milho e a abóbora.

Existem diversas variedades de ervilhas disponíveis, incluindo a amarela, feijão-frade e ervilhas roxas. No entanto, ervilhas verdes são as mais frequentemente consumidas.

Aspectos nutricionais

As ervilha tem um perfil de nutrição impressionante.

Seu teor de calorias é bastante baixo, com apenas 62 calorias por porção de 175 gramas.

Aproximadamente 75% daquelas calorias são provenientes exatamente dos carboidratos e o restante é proveniente das proteínas sendo que possui apenas uma quantidade muito pequena de gorduras.

Além disso, os grãos de ervilhas possuem todas as vitaminas e todos os sais minerais que você precisa, isso sem falarmos nas fibras que estão presentes em quantidades muito significativas.

Uma porção de 170 gramas de ervilhas fornece os seguintes nutrientes:

  • Calorias: 62
  • Carboidratos: 11 gramas
  • Fibra: 4 gramas
  • Proteína: 4 gramas
  • Vitamina r: 34% do RDI
  • Vitamina k: 24% do RDI
  • Vitamina c: 13% do RDI
  • Tiamina: 15% do RDI
  • Ácido fólico: 12% do RDI
  • Manganês: 11% do RDI
  • Ferro: 7% do RDI
  • Fósforo: 6% do RDI

O que faz com que as ervilhas se diferenciem de outros vegetais é seu alto teor de proteína.

Por exemplo, 175 gramas de cenouras cozidas tem apenas 1 grama de proteína, enquanto que as mesmas medidas de ervilhas contém até quatro vezes mais.

Elas também são ricas em antioxidantes polifenóis, que são provavelmente responsáveis por muitos dos seus benefícios para a saúde.

Ervilhas verdes são uma das melhores fontes vegetais da proteína, que é das principais razões por que elas saciam rapidamente, juntamente com sua alta quantidade de fibras.

Comer quantidades adequadas de proteína e fibras pode reduzir automaticamente o número de calorias que você come durante o dia, mantendo o apetite sob controle.

Comer proteína aumenta os níveis de certos hormônios em seu corpo que reduzem o apetite. Proteína funciona em conjunto com as fibras para atrasar a digestão e promover sensação de saciedade.

O conteúdo exclusivo da proteína nas ervilhas verdes faz-lhes uma escolha excelente de alimento para aqueles que não podem comer produtos de origem animal. No entanto, é importante notar que não são uma fonte completa de proteínas, uma vez que lhes falta o aminoácido metionina.

Para garantir que você terá todos os aminoácidos essenciais em sua dieta, certifique-se ingerir ervilhas verdes com uma outra fonte de proteína para compensar o déficit.

Consumir uma quantidade suficiente de proteínas também é importante para a promoção da força muscular e saúde óssea. Além disso, desempenham papel importante na perda de peso e sua manutenção.

Elas oferecem suporte ao controle de açúcar no sangue.

Ervilhas tem várias propriedades que podem ajudar a apoiar o controle de açúcar no sangue.

Primeiro de tudo, elas têm um baixo índice glicêmico (GI), que é uma medida de quão rapidamente o açúcar no sangue sobe depois de comer um alimento.

Ervilhas verdes são ricas em fibras e proteína, que pode ser benéfica para o controle de
açúcar no sangue.

Dietas que contêm uma grande quantidade de alimentos de baixo-GI foram mostradas serem úteis para regular os níveis de açúcar no sangue.

Isso ocorre porque a fibra retarda a taxa em que carboidratos são absorvidos, que promove um lento, mas estável aumento nos níveis de açúcar no sangue, ao invés de picos.

Alguns estudos descobriram que comer alimentos ricos em proteínas pode ser útil para estabilizar os níveis de açúcar no sangue em indivíduos com diabetes tipo 2.

Os efeitos que ervilhas verdes podem ter sobre o açúcar no sangue, são conhecidos em reduzir o risco de várias condições, incluindo diabetes e doenças cardíacas.

A fibra em ervilhas pode beneficiar a digestão

Ervilhas verdes contêm uma quantidade impressionante de fibra, que tem sido mostrada para fornecer muitos benefícios para a saúde digestiva.

A fibra alimenta as boas bactérias no intestino, que os mantém saudáveis e impede que as bactérias insalubres de superpopular.

Isto pode reduzir seu risco de desenvolver algumas condições gastrintestinais comuns, tais como a doença inflamatória intestinal, intestino irritável síndrome e cólon câncer.

A maioria das fibra contidas nas ervilhas verdes são insolúveis, significa que não se
misturam com água, e funcionam como um agente de “volume” em seu aparelho digestivo.

Isso significa que ela adiciona peso para fezes e pode ajudar com que os resíduos passem mais rápido através de seu sistema digestivo.

Pode ser protetora contra algumas doenças crônicas

Ervilhas verdes tem várias características que podem ajudar a prevenir algumas doenças crônicas, que são revistas abaixo.

Doença cardíaca

Green ervilhas contêm uma quantidade razoável de minerais saudáveis para o coração, tais como magnésio, potássio e cálcio.

As dietas ricas em desses nutrientes podem ser útil para prevenir a hipertensão arterial, que é um importante fator de risco para doença cardíaca.

Eles também podem ter um efeito positivo sobre a saúde cardíaca.

O alto teor de fibras das ervilhas verdes e leguminosas tem sido estudado na redução do colesterol total e do colesterol “ruim” LDL, os quais aumentam o risco de doença cardíaca quando eles são elevados.

Ervilhas verdes também fornecem flavonóis, carotenoides e vitamina C, antioxidantes que reduzem a probabilidade de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral devido à sua capacidade para evitar danos às células.

Câncer

Comer ervilhas verdes regularmente pode reduzir o risco de câncer, principalmente devido ao teor de antioxidantes e sua capacidade de reduzir as inflamações no corpo.

Ervilhas verdes também contêm saponinas, planta de compostos conhecidos por terem efeitos anti-câncer. Vários estudos têm mostrado que as saponinas ajudam na prevenção diversos tipos de câncer e têm o potencial de agir contra o crescimento do tumor.

Além disso, eles são ricos em diversos nutrientes, conhecidos por sua capacidade de reduzir o risco de câncer, incluindo a vitamina K, que pode ser especialmente útil para reduzir o risco de câncer de próstata.

Diabetes

Ervilhas têm algumas características que são conhecidas em auxiliar o controle de açúcar no sangue, que é um fator importante na prevenção e controle de diabetes.

Sua fibra e proteína evitam que seus níveis de açúcar no sangue de subir muito rapidamente, que ajuda a manter o diabetes sob controle.

A classificação de índice glicêmico baixo das ervilhas verdes as tornam um alimento amigo do diabético.

Eles também fornecem uma boa quantidade de magnésio e vitaminas do complexo B, além de vitaminas K, A e C. Todos estes nutrientes foram definidos como auxiliares na redução do risco de diabetes.

Elas contêm anti-nutrientes

Apesar dos nutrientes serem abundantes em ervilhas verdes, há algumas desvantagens para a sua ingestão diária: Elas contêm alguns componentes chamados de anti-nutrientes.

Anti-nutrientes são substâncias que compões  alguns alimentos, como por exemplo algumas leguminosas e alguns grãos, e que interferem no processo de absorção e digestão de sais minerais.

Enquanto estes geralmente não causem muita preocupação para as pessoas mais saudáveis, seus possíveis efeitos na saúde ainda são importantes para ficarmos atentos. Eles são mais propensos ao impacto aqueles indivíduos dependentes das leguminosas em suas dietas diárias, além de pessoas que estejam com algum grau de desnutrição.

Aqui estão os dois anti-nutrientes mais importantes encontrados em ervilhas verdes:

  • Ácido fítico: Interfere na absorção de sais minerais como cálcio, zinco, ferro, e magnésio.
  • Lectinas: Associada a sintomas tais como o gás e inchaços abdominais além da interferência na absorção de alguns nutrientes.

Níveis destes anti-nutrientes tendem a ser mais baixos em ervilhas do que em outras leguminosas, então eles não são susceptíveis a causar problemas, a menos que você os coma com frequência.

Aqui estão alguns métodos que você pode usar para ajudar a prevenir os efeitos adversos de anti-nutrientes:

Manter os tamanhos de porção razoável: cerca de 120 gramas de ervilhas verdes de cada vez é o suficiente para a maioria das pessoas. Elas são mais propensas a causar problemas quando consumidas em grandes quantidades.

Experiência com métodos de preparação: fermentação, vapor e imersão podem ser úteis para reduzir as quantidades de anti-nutrientes nas ervilhas verdes.

Comê-las totalmente cozidas: Os níveis ficam mais elevados em ervilhas cruas, que os torna mais susceptíveis de causar desconforto digestivo.

Elas podem causar inchaço

Como outros legumes, as ervilhas verdes foram relatadas como causadoras de inchaços abdominais, inchaços do estômago muitas vezes de flatulência.

Elas contém alguns carboidratos que fogem da digestão e posteriormente são fermentados por bactérias em seu intestino, responsáveis por produzirem gases como um subproduto.

As lectinas contidas nas ervilhas verdes, estão associadas a distensão abdominal e outros problemas digestivos. Apesar das lectinas não estarem presentes em elevadas quantidades  nas ervilhas, elas podem sim serem as responsáveis por problemas para alguns indivíduos, principalmente quando as ervilhas se tornam um elemento importante na dieta.

Existem algumas medidas que você pode tomar para se evitar aquele possível  desconforto digestivo que pode ocorrer depois de comer ervilhas verdes.

Tente reduzir as porções ingeridas. Em muitas ocasiões, aqueles que são mais sensíveis são capazes de tolerar até um terço de xícara de ervilhas cozidas em uma refeição.

Outra estratégia é fazer ervilhas verdes uma parte regular de sua dieta. Se você só come-las de vez em quando, seu corpo simplesmente pode não ser usado para digeri-las, o que pode levar à distensão abdominal e outros sintomas desconfortáveis.

Além disso, experimentando com certos métodos de preparação, tais como imersão, fermentação ou brotos, pode ajudar a reduzir o teor de lectina de ervilhas verdes, tornando-os mais fáceis de digerir.

Veja também nossos artigos sobre o brócolis e a cenoura.

O Brócolis e seus Benefícios

Brócolis: Fatos sobre Nutrição e Benefícios para a Saúde

O brócolis, ao contrário da cenoura, é um vegetal conhecido como cruciferous, e tem o nome científico de Brassica Oleracea.

Ele é da mesma família que o repolho, a couve, a couve-flor e a couve de Bruxelas.

Estes vegetais são conhecidos por seus efeitos benéficos para a saúde humana, e são muitas vezes referidos como “super vegetais” devido às suas propriedades.

O brócolis possui um alto índice de diversos nutrientes, incluindo fibras, vitamina C, vitamina K, ferro e potássio. O brócolis também contém mais proteína do que a maioria dos outros vegetais.

O brócolis pode ser apreciado tanto crú quanto cozido, mas a pesquisa recente mostra que cozinhá-lo em vapor suave fornece mais benefícios para a saúde humana.

Informação Nutricional

Brócolis cru contém mais de 85% de água, cerca de 8% de carboidratos, 3% de proteínas, e quase nenhuma gordura.

Brócolis possui baixo índice de calorias, com apenas 30 calorias por copo de 250ml.

A tabela abaixo contém informações sobre todos os principais nutrientes em brócolis

Brócolis – Informação Nutricional

Componente Quantidade
Calorias 34
Agua 89 %
Proteinas 2.8 g
Carboidratos 6.6 g
Açúcar 1.7 g
Fibras 2.6 g
Gorduras 0.4 g
Gorduras Saturadas 0.04 g
Gorduras Insaturadas 0.01 g
Gorduras Polisaturadas 0.04 g
Omega-3 0.02 g
Omega-6 0.02 g
Gorduras Trans ~

Carboidratos

Os carboidratos no brócolis consistem principalmente de fibras e açúcares. Os açúcares são a frutose, glicose e sacarose, com pequenas quantidades de lactose e maltose.

No entanto, o total de carboidratos é muito baixa, com apenas 3,5 gramas de carboidratos por cada copo de 250ml.

Fibra

A fibra é uma parte importante de uma dieta saudável. Ela pode promover a saúde do intestino, ajudar a prevenir várias doenças, e também está ligada à redução do peso corporal.

1 xícara de brócolis cru (90 g) fornece cerca de 2,3 gramas de fibras, que é de cerca de 5% a 10% da ingestão diária recomendada pelo FDA.

Proteína

As proteínas são os blocos de construção do corpo, e que são necessários tanto para o crescimento quanto para a manutenção da saúde do corpo humano.

Brócolis possui um índice relativamente alto em proteínas em comparação com a maioria dos vegetais comumente consumidos, contendo cerca de 9% de seu peso seco em proteínas.

No entanto, por causa do alto teor de água contida no brócolis, uma xícara de brócolis fornece apenas 3 gramas de proteína.

Vitaminas e Minerais

Brócolis contém uma variedade de vitaminas e sais minerais.

Os mais abundantes são listados abaixo.

Vitamina C: antioxidante, importante para o sistema imunológico e a saúde da pele. Metade de uma xícara de brócolis cru, fornece cerca de 70% da ingestão diária recomendada.

  • A vitamina K1: Brócolis contém grandes quantidades de vitamina K1, que é importante para a coagulação do sangue e podem promover a saúde óssea.
  • Ácido fólico: Particularmente importante para as mulheres grávidas , ácido fólico é importante para o tecido normal de crescimento e função das células.
  • Potássio: Um mineral essencial e benéfico para o controle da pressão arterial e prevenção de doenças cardiovasculares.
  • Manganês: Este oligoelemento é encontrada em quantidades elevadas em grãos integrais, legumes, frutas e verduras.
  • Ferro: Um mineral essencial, que tem muitas funções importantes no organismo, como o transporte de oxigênio nas células vermelhas do sangue.

O brócolis também contém várias outras vitaminas e minerais em quantidades menores.

Na verdade, ele contém um pouco de quase tudo de que precisamos.

Outros Compostos Vegetais

O brócolis é rico em vários antioxidantes e compostos vegetais, o que contribui para seus benefícios de saúde.

  • Sulforaphane: Um dos mais abundantes e amplamente estudado compostos de plantas de brócolis. Ele pode ter efeitos protetores contra vários tipos de câncer.
  • Indol-3-carbinol: Um único nutriente encontrado em vegetais crucíferos, que pode ter efeitos benéficos contra o câncer.
  • Carotenoides: Brócolis contém luteína, zeaxantina e o beta-caroteno, que podem contribuir para uma melhor saúde dos olhos.
  • Canferol: Um antioxidante com muitos benefícios para a saúde. Ele pode proteger contra doenças do coração, câncer, inflamação e alergia.
  • Quercetina: Um antioxidante com inúmeros benefícios, incluindo a redução da pressão arterial em pessoas com pressão arterial elevada.

Benefícios para a saúde de Brócolis

Vegetais crucíferos, como brócolis, contêm enxofre contendo compostos que são responsáveis por muitas vezes picantes e de sabor amargo.

Estes são compostos bioativos que podem ter inúmeros efeitos benéficos sobre a saúde.

Prevenção Do Câncer

O câncer é caracterizado pelo rápido crescimento de células anormais, além de seus limites normais, e está muitas vezes associada ao estresse oxidativo.

O brócolis é repleto de compostos que possuem efeitos protetores contra o câncer.

Estudos observacionais sugerem que o consumo de vegetais crucíferos, incluindo brócolis, está associado à redução do risco de muitos cânceres. Isso inclui pulmão, colo-rectal, da mama, da próstata, pâncreas e câncer gástrico.

O fator que define vegetais crucíferos além de outros vegetais, é uma única família de compostos vegetais chamados isotiocianatos.

Isotiocianatos, tem sido mostrada para afetar enzimas do fígado, redução do stress oxidativo, diminuir a inflamação, estimula o sistema imunológico e diminuir o desenvolvimento e o crescimento do câncer.

O principal isotiocianato de fluoresceína no brócolis é sulforaphane, que atua contra a formação de câncer no nível molecular, como, por exemplo, reduzir o estresse oxidativo.

Sulforaphane é encontrado de 20 a 100 vezes mais brócolis jovens, couves de que na planta adulta.

Brócolis suplementos também estão disponíveis na forma de pó, mas complementar a ingestão não pode contribuir com um montante equivalente de isotiocianatos, e, portanto, pode não dar os mesmos benefícios para a saúde quanto comer todo o brócolis.

Níveis De Colesterol Mais Baixos

O colesterol tem muitas funções importantes no corpo. Por exemplo, é um fator-chave para a formação de ácidos biliares, que são substâncias que nos ajudam a digerir as gorduras.

Os ácidos biliares são formados no fígado, armazenada na vesícula biliar e liberados para o brocolis 1sistema digestivo sempre que comer gordura.

Posteriormente, os ácidos biliares são reabsorvidos na corrente sanguínea e usado novamente.

Substâncias brócolis têm a capacidade de se ligar com os ácidos biliares no intestino, aumentando sua excreção para fora do corpo e impedindo-os de serem reutilizados.

Isso resulta na síntese de novos ácidos biliares a partir do colesterol, reduzindo o nível total de colesterol no corpo.

Este efeito tem sido associado à redução do risco de doença cardíaca e câncer

De acordo com um estudo, brócolis no vapor é particularmente eficaz para a redução dos níveis de colesterol

A Saúde Dos Olhos

Ter a visão prejudicada, é uma conseqüência comum do envelhecimento.

Os dois dos principais carotenoides do brócolis, a luteína e a zeaxantina, tem sido associados com a diminuição do risco de distúrbios oculares relacionados com a idade.

A deficiência de vitamina A pode causar cegueira noturna, que pode ser revertida com a melhoria dos níveis da vitamina A.

Brócolis contém beta-caroteno, que é convertido em vitamina A em nosso organismo. Ele pode, portanto, ter efeitos benéficos sobre a visão em indivíduos com um baixo nível de ingestão de vitamina A.

Efeitos Adversos

Brócolis é geralmente bem tolerada, e a alergia é raro.

Problemas Da Tiróide

O brócolis é considerado um alimento goitrogenico, o que significa que grandes quantidades pode ter efeitos nocivos sobre a glândula tireoide em indivíduos sensíveis.

Cozinhar o brócolis em fogo alto pode aliviar esses efeitos.

Diluentes De Sangue

Os indivíduos que estão com problemas de coagulação sanguínea, devem consultar um médico antes de aumentar o consumo diário de brócolis, devido a alta quantidade de vitamina K que pode interagir com o medicamento.

Resumo

O Brócolis é geralmente bem tolerado. Ele pode ter efeitos indesejáveis sobre a tireoide, em algumas pessoas, e aqueles que tomam anticoagulantes devem consultar um médico antes de se incorporar grandes quantidades de brócolis na dieta.

  • O brócolis é um dos mais populares vegetais no mundo. É fácil de preparar, e pode ser comido cru e cozido.
  • Ele é rico em muitos nutrientes, incluindo uma família de compostos vegetais chamados isotiocianatos, que pode ter inúmeros benefícios para a saúde.
  • É também uma boa fonte de fibras, e mais alta em proteína do que a maioria dos outros vegetais.
  • O consumo de brócolis tem sido associado com um risco reduzido de câncer e doença cardíaca, bem como a melhora da saúde dos olhos.

Leia nossas postagens sobre as ervilhas verdes e as cenouras.

Benefícios da Cenoura

Cenoura: Fatos sobre Nutrição e Benefícios à Saúde

A cenoura, ao contrário do Brócolis,  é um vegetal de raiz, e que muitas vezes é reivindicada a ser um dos mais perfeitos alimentos para a saúde humana.

Ela é crocante, gostosa e altamente nutritiva. As cenouras são uma boa fonte de beta-caroteno, fibras, vitamina K, potássio e antioxidantes.

Cenouras têm uma série de benefícios para a saúde. Eles são um aliado poderoso como alimento no auxilio á perda de peso e tem sido associada a baixos níveis de colesterol e melhor saúde ocular.

Os antioxidantes chamados de caroteno, também tem sido associados à redução do risco de câncer.

Elas são encontrados em várias cores, incluindo amarelo, branco, laranja, vermelhas e roxas.

A tradicional cor laranja da cenoura vem do beta-caroteno, um antioxidante que é convertido em vitamina A em nosso corpo.

Informação Nutricional

O conteúdo de água pode variar de aproximadamente 85 a 95% de sua composição total, e a porção comestível é composta de cerca de 10% de carboidratos.

As cenouras contêm muito pouca gordura e proteínas. Uma cenoura média crua contém cerca de 26 calorias, com apenas 5 gramas de carboidratos.

Cenouras – Informação Nutricional

Componente Quantidade
Calorias 41
Agua 88 %
Proteinas 0.9 g
Carboidratos 9.6 g
Açúcar 4.7 g
Fibras 2.8 g
Gorduras 0.2 g
Gorduras Saturadas 0.04 g
Gorduras Insaturadas 0.01 g
Gorduras Polisaturadas 0.12 g
Omega-3 0 g
Omega-6 0.12 g
Gorduras Trans ~

Carboidratos

Cenouras são compostos principalmente de água e carboidratos.

Os carboidratos consistem de amido e de açúcares, como a sacarose e a glicose.

Eles também são relativamente uma boa fonte de fibras, uma cenoura de tamanho médio fornece cerca de 2 gramas de fibras.

Cenouras, muitas vezes possuem um baixo índice glicêmico, que é uma medida de quão rapidamente os alimentos conseguem elevar o nível de açúcar no sangue após uma refeição.

Estudos mostram que o índice glicêmico das cenouras varia de 15 a 61, sendo menor para as cenoura cruas, um pouco maior para as cozidas e o mais alto para o purê de cenouras.

Comer alimentos com baixo índice glicêmico é ligado a inúmeros benefícios para a saúde, e é considerado particularmente benéfico para os diabéticos.

Fibras

A pectina é a principal forma de fibra solúvel na cenoura. As fibras solúveis podem diminuir os níveis de açúcar no sangue, retardando a digestão do açúcar e do amido.

Eles podem também se alimentar de bactérias no intestino, o que pode levar a uma melhoria da saúde e diminuição do risco de doenças.

Determinadas as fibras solúveis também podem prejudicar a absorção do colesterol a partir do trato digestivo, reduzindo o colesterol no sangue.

As principais fibras insolúveis na cenoura são na forma de celulose, mas também a hemicelulose e a lignina.

Fibras insolúveis reduzem o risco de constipação e promovem a regularização dos movimentos intestinais.

Vitaminas e Minerais

As cenouras são uma boa fonte de várias vitaminas e minerais, especialmente a vitamina A (beta-caroteno), biotina, vitamina K (filoquinona), potássio e vitamina B6.

 

 

  • Vitamina A: as Cenouras são ricas em beta-caroteno, que é convertido em vitamina a no corpo. A vitamina A promove uma boa visão e é importante para nosso crescimento e desenvolvimento além de melhorar nosso sistema de imunização.
  • Biotina: Uma das vitaminas do complexo B, anteriormente conhecida como vitamina H. Ela desempenha um papel fundamental no metabolismo das gorduras e das proteínas.
  • Vitamina K1: Também conhecida como filoquinona, a vitamina K é importante para a coagulação do sangue e pode promover a também nossa saúde óssea.
  • Potássio: Um mineral essencial, importantíssimo para o controle e manutenção de nossa pressão arterial.
  • Vitamina B6: Um grupo de vitaminas que estão envolvidos com a conversão dos alimentos consumidos na energia que precisamos para viver.

Como sabemos que a diferença entre um remédio e um veneno é apenas a dosagem, veja nesta postagem os problemas de se ingerir vitaminas em excesso.

Outros Compostos Vegetais

As cenouras contêm muitos compostos de plantas, mas os carotenoides são, de longe, os mais conhecidos.

Estas são substâncias com potente atividade antioxidante, e tem sido associadas à melhora da função imunológica e redução de risco de muitas doenças. Isto inclui doenças cardiovasculares, várias doenças degenerativas, e certos tipos de câncer.

O Beta-caroteno, o principal caroteno na cenoura, pode ser convertido em vitamina a no corpo.

No entanto, existe alguma variabilidade entre os indivíduos como eficaz este processo de conversão. Comer gordura com a cenoura também pode ajudar a absorver mais de beta-caroteno 9.

Estes são os principais compostos de plantas encontradas na cenoura:

  • Beta-caroteno: Laranja, cenoura são muito ricos em beta-caroteno. A absorção é melhor (até 6,5 vezes) se as cenouras são cozidas.
  • O alfa-caroteno: Um antioxidante que também é parcialmente convertido em vitamina A.
  • Luteína: Um dos mais comuns antioxidantes na cenoura, predominantemente encontrado em amarelo e laranja, cenoura e é importante para a saúde dos olhos.
  • Licopeno: Um vermelho brilhante antioxidante encontrado em muitas frutas vermelhas e vegetais, incluindo o vermelho e o roxo cenouras. Ele pode diminuir o risco de câncer e de doenças cardiovasculares .
  • Poliacetilenos: pesquisa Recente identificou compostos bioativos na cenoura que podem ajudar a proteger contra a leucemia e câncer de células.
  • Antocianinas: Poderosos antioxidantes encontrados no escuro, cor-de-cenoura.

Benefícios para a saúde de Cenouras

Boa parte da pesquisa sobre cenouras tem se concentrado em carotenoides.

Redução do Risco de Câncer

Dietas ricas em carotenos, podem ter um efeito protetor contra diversos tipos de câncer.

Isso inclui o câncer de próstata, o câncer de cólon e o câncer de estômago. Mulheres com elevados níveis circulantes de carotenoides também podem estar em risco reduzido de câncer de mama.

Pesquisas indicam que os carotenoides pode ser protetores contra o desenvolvimento de câncer de pulmão, mas novos estudos não encontraram nenhum efeito protetor efetivo.

Baixar O Colesterol No Sangue

Colesterol alto é um conhecido fator de risco para doença cardíaca.

A ingestão de cenoura tem sido associada a baixos níveis de colesterol.

A Perda De Peso

Cenouras, como partes de refeições, pode aumentar a sensação de saciedade e diminuição de ingestão de calorias nas refeições subsequentes.

Por esta razão, a cenoura pode ser uma adição útil para uma eficaz dieta de perda de peso.

A Saúde Dos Olhos

Indivíduos que possuem baixos níveis em vitamina A, assim como os mais idosos, estão mais propensas a cegueira noturna, uma condição que pode melhorar comendo cenouras ou outros alimentos ricos em vitamina A e carotenoides .

Os carotenoides também podem reduzir o risco de degeneração macular relacionada à idade.

Cenouras Orgânicas vs. Convencionalmente Cultivadas

A agricultura orgânica utiliza métodos naturais para o crescimento da cultura. Vários estudos têm comparado o conteúdo de nutrientes em cenouras orgânicas e não-orgânicas.

Estes estudos não encontraram qualquer diferença na quantidade de carotenoides, ou antioxidante e conteúdo de qualidade entre as duas.

Minicenouras

Cenouras Baby são as cenouras pequenas e/ou imaturas, que tornaram-se muito popular como um lanche de alimentos nos últimos anos.

Na verdade, existem dois tipos que são chamados de minicenouras, o que pode ser um
pouco enganador para os menos avisados.

Por um lado, há cenouras que são naturalmente pequenas, ou cenouras que são colhidas antes de se desenvolver completamente.

Por outro lado, há as cenouras pequenas que são simplesmente recortadas das maiores. Estas são na verdade, pedaços de cenouras que foram cortados em máquina de corte no tamanho desejado e, em seguida, descascados e polidos, às vezes, lavados em pequenas quantidades de cloro antes de se embalar.

Há muito pouca diferença de nutrientes entre a normal e a baby, e elas devem ter os mesmos efeitos sobre a saúde.

As Preocupações Individuais

As cenouras são geralmente consideradas seguras para se comer, mas pode ter efeitos adversos em algumas pessoas. Comer muito caroteno pode fazer com que a pele a torne-se um pouco mais amarela ou laranja, efeito que é totalmente inofensivo.

Alergia

De acordo com um estudo, as cenouras podem causar coceiras relacionadas com reações alérgicas em até 26% dos indivíduos alérgicos à alimentos.

A alergia ligada à cenoura é um exemplo de “reatividade cruzada” onde as proteínas em certas frutas ou de produtos hortícolas causam uma reação alérgica por causa de sua semelhança com as proteínas causadoras de alergia encontradas em determinadas coceiras.

Se você for sensível ao pólen de bétula, então você pode reagir à cenoura.

Isto pode causar formigamento ou coceira na boca, mas em algumas pessoas isso pode causar inchaço da garganta ou alergia grave e até mesmo chegar ao choque (anafilaxia).

Contaminação

Cenouras cultivadas em solos contaminados ou com água contaminada contêm maiores quantidades de metais pesados, e que podem afetar a sua segurança e qualidade.